Vinda da Havan para o RS dá um sopro de orgulho e esperança para os moradores de Santo Antônio da Patrulha



De repente, o anúncio de uma grande rede varejista do seu plano de expansão deu um sopro de orgulho e esperança para os patrulhenses. De uma hora para outro, muita gente nascida na cidade que a tenha adotado como terrinha natal, está acreditando que Santo Antônio da Patrulha pode receber uma loja da Havan. E, o mais incrível, é que Santo Antônio pode e deve batalhar para receber grandes investimentos.
A Havan, rede de lojas com sede na catarinense Brusque, está presente em 17 estados brasileiros. Seria uma ótima oportunidade de emprego para uns, mais ou menos 120 patrulhenses, de modo direto. Ao redor, de modo indireto, mais uns 200 empregos com a instalação da loja. A Havan não economiza no dimensionamento de seus pontos de venda. São todos enormes. Na casa de quatro mil metros quadrados pra cima, com enormes estacionamentos e atrações ao redor.
Santo Antônio da Patrulha tem uma localização privilegiadíssima. Grande parte do município é plana, sem acidentes geográficos que impeçam grandes investimentos que demandem área e estacionamento. A cidade é servida por uma das melhores rodovias do Brasil, a Free-Way. Tem o entroncamento com a RS-474, que liga o Litoral Norte gaúcho com os Vales do Sinos e do Paranhana.



Está a menos de 80 quilômetros de distância do aeroporto de Porto Alegre, que está tendo sua pista ampliada e vai receber grandes aviões cargueiros, com alcance global.
Santo Antônio da Patrulha tem um hospital que está sendo gerido pela Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, referência mundial em ensino e pesquisa médica, além de ser um centro de excelência em transplantes há décadas.
Tem uma universidade federal de ponta.
Tem disponibilidade de terras e águas, sendo banhada pelo Rio dos Sinos. Além de um potencial hídrico espetacular, garantido por centenas de açudes de todos tipos e tamanhos.
Santo Antônio da Patrulha tem um acúmulo de experiência na área de indústria metal-mecânica, sendo a sede de três grandes empresas fabricantes de guindastes e material de transporte. Além de multinacionais fornecedoras de insumos para a indústria automobilísticas, entre elas a General Motors do Brasil.



O município é uma referência na produção de alimentos. Desde a plantação de arroz e soja, passando pelo beneficiamento destes grãos, e da produção de carne bovina.
O beneficiamento de alimentos também é parte importante da industrialização patrulhense. O setor de doces dá um sabor especial à cadeia produtiva. A partir da cana-de-açucar, são produzidas rapaduras e diversos derivados. O beneficiamento do coco também ganha destaque crescente.
A cidade é sede de um dos quatro municípios mais antigos do Rio Grande do Sul, com seu povoamento inicial datado de mais de três séculos.
Cidade hospitaleira, com gente descendente de todas as etnias.
Gente que está pronta para receber de braços abertos os novos investimentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os trinta anos da internet como nós a conhecemos hoje

Humberto Martins sai de cena em verão 90

Três abordagens sobre Venezuela