Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2019

Vai ser bom ser velho em 2050

Imagem
Com certeza, a maioria das pessoas que estão preocupadas com sua renda, negócio, emprego ou seja lá o que lhes dá o sustento tem preocupações com o futuro. Ou mesmo com o futuro que está acontecendo agora. Há milhares de artigos, entrevistas, reportagens, vídeos e podcasts falando sobre o tema. O assunto não se esgota. Há uma Amazônia de tanta informação sobre empregabilidade nestes novos tempos. Muita informação. No entanto, parece que grande parte das pessoas com idades entre 20 e 45 anos de idade não tem se dado conta de que o mundo mudou. E mudou para quem nasceu em 1979 ou em 1999. O jeito como as pessoas estão fazendo o seu dinheiro e se preparando para quando não puderem mais trabalhar está mudando rapidamente. Por isso é importante todos estarem preparados. 



Em 2018, o técnico especializado em conserto de máquinas de escrever alagoano Arlindo Lourenço de Melo, cuja foto abre este texto, completou 65 no ofício. Já consertou máquias de escrever de escritórios de usinas de açúcar …

Ônibus autônomos vão extinguir profissões de motorista e cobrador

Imagem
Na semana que antecede o Natal de 2019, a capital e a terceira maior cidade do Rio Grande do Sul presenciaram cenas patéticas em suas Câmaras de Vereadores. Em Porto Alegre, cobradores de ônibus protestaram contra um projeto da prefeitura da Capital que desobrigaria as empresas de ônibus de terem cobradores em determinadas linhas e horários. Em Canoas, motoristas e cobradores lotaram as galerias do Legislativo Municipal pedindo que a prefeitura NÃO fizesse uma nova licitação de ônibus. Em Canoas, os trabalhadores estavam a favor da prefeitura, que propôs a prorrogação da concessão com a empresa de ônibus por mais dez anos. O projeto passou, mas, depois de negociações, o prazo caiu de dez para quatro anos. 
Na Capital gaúcha e em Canoas, o que cobradores e motoristas pediam é o uma espécie de prolongamento de suas profissões. Invariavelmente, cobradores e motoristas são ofícios em extinção. A tecnologia - ah, essa danada - está tratando de eliminá-las. Ainda, pouco a pouco. Mas, logo al…

Duas lideranças políticas da nova geração. Rogério Ceratti e Rodrigo Massulo

Imagem
A política precisa de renovação. Sempre. É preciso incentivar novas lideranças com novas visões de mundo e vontade de apresentar novas soluções para problemas antigos. Acreditar na renovação não quer dizer que todos os gestores e legisladores precisam ser trocados. Não. É preciso levar em conta a experiência, a vivência e a capacidade de ouvir, dialogar e manter o debate sempre. Mesmo assim, iniciativas de movimentos como RenovaBR, Brasil 200, MBL, entre outros, trazem novas luzes para o debate político brasileiro. Nesta semana, em uma entrevista ao canal de TV RDC, de Porto Alegre, dois novos líderes foram apresentados ao Rio Grande do Sul. Um é Rogério Ceratti, de Canoas, Assessor de Governo ligado ao Gabinete da Vice-Prefeita da cidade, Gisele Uequed. O outro, Rodrigo Massulo, é vereador de primeiro mandato e presidente da Câmara Municipal de Santo Antônio da Patrulha - uma das quatro mais antigas do território gaúcho. Ambos, jovens, estão fazendo a diferença nas estruturas de gove…

Canoas está no rumo certo. Apesar da oposição

Imagem
A gestão de Luiz Carlos Busato e Gisele Uequed em Canoas tem recolocado a cidade nos trilhos. A oposição - que está alinhada com o prefeito que governou de 2009 a 2016 - não se conforma com os números bons na segurança pública e na reorganização administrativa. No entanto, a atual administração está conseguindo dar um novo rumo à cidade, especialmente na consolidação de um ambiente mais amigável e propício para os negócios e para a geração de emprego e renda.


Há vários aspectos positivos na administração de Luiz Carlos Busato e Gisele Uequed na prefeitura de Canoas. Apesar da sistemática estratégia da oposição de ficar buzinando que a saúde é isso, é aquilo, a administração da terceira maior cidade gaúcha segue adiante. Aliás, a oposição que bate hoje é a mesma que administrou o município entre 2009 e 2016. Foram oito anos fazendo as mais populistas ações pagas com dinheiro do contribuinte. Algumas ações foram verdadeiras estripulias com o erário, como “abraçar” o atendimento público d…